Carrossel de Emoções

terça-feira, abril 03, 2007

As pequenas coisas...


(...) Sentir o coração pesado de saudades. (...) Lembrar os minúsculos gestos de carinho quotidiano dos amigos que trazemos dentro da voz, mesmo que não os possamos ver. Telefonar-lhes por nada, para nada. Rir ao telefone com eles. Choramingar com eles. (...) Ter demasiados e-mails para responder. Não abrir o computador durante dias seguidos. (...) Flutuar sobre o hábito da culpabilidade. Dizer «que se lixem», e dizê-lo mesmo a sério. Ter demasiados livros para ler. Passar os dedos pelas páginas desses livros que estão à nossa espera. (...) Aprender outra vez a perder tempo. Perder o medo de dizer não. Mandar às urtigas as expectativas alheias. (...) Receber o abraço comprido de uma criança. Perder a vergonha de dizer sim. (...) Acreditar que só naquilo que nos sabe bem acreditar .. (...) Descobrir isso que se quer mesmo. (...) Pensar que a idade nos traz o dom de radiografar as pessoas ao primeiro olhar. Pensar que mesmo que nos enganemos não é grave, porque haverá sempre sol e as estrelas e as árvores onde os passáros cantam no meio da cidade e o cheiro a relva molhada.
(Crónica feminina, Inês Pedrosa)
***
***
Há uns dias atrás disseram-me: És mesmo sortuda!... E SOU! Tenho tudo isto e muito mais... Sinto uma plenitude que demorou a alcançar, mas hoje sou COMPLETA! O Carrossel nasceu de uma tristeza e tem vindo a desvanecer pelo melhor dos motivos... os dias são cheios.. de vida, de sonhos, de realidades... Não digo que vá ficar por aqui, mas este ritmo exige-me uma pausa. E..tal como começou, também este post é para vocês AMIGOS... os de agora, os de sempre, os presentes, os mais distantes... Todos!!! Porque a vida só faz sentido assim, com tudo isto, com todos vocês. E, a escassos minutos de entrar no dia do meu 23º aniversário, posso dizer... SOU FELIZ! :)
Até qualquer dia....***

quarta-feira, janeiro 03, 2007

Ainda oscila....
*

*

...o carrossel... por mais desligado da corrente que possa parecer andar... por mais que evidencie que não há moeda para a próxima volta... as emoções não páram... Talvez sejam tão intensas que cavalguem a grande velocidade como o cavalo castanho ou rodem vivamente assim como na cestinha verde. A música está alta e as baladas intercalam com músicas de festa... Nele andam pessoas de todas as idades... de todos os tempos... de SEMPRE. E para aqueles que voltam sempre á feira popular com a esperança de que o carrossel já funcione... o meu embalo sentido e uma volta de oferta... Que é como quem diz... todo o meu carinho e obrigada para quem ainda aqui passa. Bom ano e boas viagens... ***

terça-feira, novembro 14, 2006


És tudo o que é...
os teus pensamentos, a tua vida...
os teus sonhos que se realizam.
És tudo o que escolheres ser.
És tão ilimitado quanto o universo infinito.
(Shad Helmstetter)
*
*
...é bom ter o tempo preenchido...fazer o que se gosta...
é bom até sentir as dores de barriga comuns a um começo...
A vida faz-se de vida... do nosso trabalho, do que somos, do que sentimos...
A vida faz-se do AMOR que não nos abandona a cada novo amanhecer...por mais que a distância se faça sentir... ***

quinta-feira, novembro 02, 2006


FELIZ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
*
*
...surgem-me imensas palavras de agradecimento...

a todos aqueles que nunca deixaram de acreditar em MIM...

...para aqueles que de alguma forma sempre estiveram COMIGO nesta espera que por vezes foi dura e de desilusão...

...mas como TU dizias: "O teu dia vai chegar!"

E chegou! HOJE é o dia! Hoje a minha vida mudou... hoje recebi a notícia que finalmente vou vestir a pele daquilo que sempre quis SER: ENFERMEIRA!

E porque não há mais palavras...um simples OBRIGADO! =)))

...tudo começa agora..tudo ganha assim nova vida... um obrigada especial para SI... que daí de cima me voltou a SORRIR... :')

terça-feira, outubro 24, 2006

...e a fragilidade venceu a vida... :(
*
Mas há imagens que jamais se vão apagar... expressões que serão guardadas para sempre no mais fundo de nós... e uma vida que tem de continuar.
Há dias que marcam a alma e a vida da gente... este hoje, além disso, torna-nos mais fortes!
*
Vou estar sempre aqui Dé! Força VIDA!
***-**

segunda-feira, outubro 23, 2006


É tudo tão fugaz...
*
*

Aquele dia amanheceu normalmente... chovia. Entre as gotas frias que caíam, o Teu mundo desmoronou. O que afecta os que nos são queridos, mata-nos por dentro, e, assim como hoje, vi o teu coração tão negro...
Enquanto tudo escurece... enquanto tu sentes que tudo se quebrou... Eu estarei... SEMPRE AQUI. Olha para mim e aconchega-te no MEU ABRIGO... Perde-te nos meus braços e conta comigo!
*

*

Tu sabes... basta ACREDITAR!
FORÇA VIDA!
*
...A indignação da incerteza de uma colocação... o tempo de espera... os dias cinzentos à espera da concretização de um sonho...
Tudo isso tem valor...
Mas a VIDA sobrepõem-se a tudo...
E somos tão frágeis...

segunda-feira, outubro 16, 2006

Horas que matam...
*


Esta vai ser uma noite difícil de passar...
Esta noite vai ser o culminar de tantas expectativas...
Esta noite sei que mal vou dormir...
E tudo isto porque o meu futuro depende de algo que JÁ NÃO pode ser alterado...
Que está lá afixado mas que só amanhã se pode ver...
(Porque esta gente não se lembra que quem está do lado de cá sofre... e MUITO)
Porque o futuro que agora se avista incerto e muito pouco nítido, em muito depende daqueles resultados...
Porque há sonhos para cumprir, metas a alcançar...
*

Esta noite não vou conseguir dormir... Esta dor de cabeça e de barriga não vão deixar...
Mas sobreviverei e amanhã lá estarei... pronta para ver o que a sorte me reservou... :S